Notícias

Restrição de caminhões na Marginal Tietê afeta distribuição de combustível em São Paulo

05 de março de 2012 - segunda-feira | 12:09

Após reunião das categorias de Transportadores Autônomos em assembléia na manhã de ontem (4) para decidirem pela “Mega Manifestação” – como estava prevista para acontecer às 0h desta segunda-feira – que prometia paralisar o trânsito da Marginal Tietê em função da restrição na via expressa, a estratégia mudou. Segundo o Sindicam-SP (Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos do Estado de São Paulo), a tática agora é cercear o abastecimento de combustível em São Paulo.

O protesto dos mais de 450 caminhoneiros autônomos que estiveram na assembléia contesta a restrição na Marginal Tietê e vias adjacentes, que começou hoje; e, segundo o presidente do Sindicado dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado de S. Paulo, Norival de Almeida Silva, não oferece nenhuma rota alternativa.

“Sem os trechos Leste e Norte do Rodoanel concluídos, a restrição na Marginal Tietê é inviável. Teremos que percorrer 143 quilômetros para realizar uma entrega de Guarulhos a Barueri, no horário de restrição. Percurso que fazemos após percorrer 30 quilômetros sem a Restrição. Isso sem contar que o acesso à Jacu Pêssego pela rodovia Ayrton Senna é inadmissível”, declara Norival de Almeida Silva, presidente do Sindicado dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado de S. Paulo.

A orientação é para que os caminhoneiros autônomos permaneçam dentro de suas casas. Com a paralisação do segmento de Transporte de Combustível na capital, as bases de distribuição de combustível não tem nenhum prazo estabelecido para retomar suas atividades.

Estava determinado também que os demais caminhoneiros ligados ao sindicato deveriam estacionar seus veículos no ponto em que estivessem às 4h de hoje, mas isso não aconteceu.

“Já que as autoridades avaliam que podem nos impedir de trabalhar durante 80% da nossa carga horária diurna, queremos então que essas autoridades decidam se haverá desabastecimento na cidade ou aumento de preço dos produtos, pois alguém terá que pagar o aumento dos nossos custos”, acrescenta Norival Silva.

Com a mudança, os caminhões ficam proibidos de circular pela Marginal do Tietê das 5h às 9h e das 17h às 22h, de segunda a sexta-feira.
A circulação dos VUCs (Veículo Urbano de Carga) está liberada; os veículos com até 6,3 metros entre parachoques poderão circular livres das proibições em toda a cidade, respeitando apenas o rodízio de placas comum.

A multa para quem desobedecer a nova Portaria, é de R$ 85,13 e acréscimo de quatro pontos na carteira de habilitação.

Outras matérias relacionadas

Caminhoneiros realizarão Assembléia para decidirem por “Mega Manifestação”

Caminhoneiros estudam manifestações contra restrição na Marginal Tietê

Multas a caminhões na Marginal Tietê serão aplicadas após 1º de março

Início de multas a caminhões na marginal Tietê não será adiado

Marginal Tietê terá restrição a pesados a partir de 2ª

Empresários e caminhoneiros autônomos se unem em ato contra restrição a caminhões na marginal Tietê

Foto: Divulgação/CET

Tags : , , , ,

icones de serviços Imprimir Enviar Favoritar

Deixe seu comentário

Para enviar seu comentário, cadastre-se ou faça o login

Comentários

Problemas de abastecimento já aparecem, mas manifestação segue nesta terça em SP « Brasil Caminhoneiro diz...

[...] Restrição de caminhões na Marginal Tietê afeta distribuição de combustível em São Paulo [...]

Comentado em: 05/03/2012, 19:36